Páginas

Resenha - A Rosa de Sarajevo, Margaret Mazzantini

E AÍ RAPAZIADA!

Depois de muita insistência, enrolação e leituras decidi finalmente escrever a minha primeira resenha no blog. O livro de hoje é “A Rosa de Sarajevo” (em italiano: “Venuto Al Mondo”) da autora italiana Margaret Mazzantini.
  

Meus coleguinhas de blog e de faculdade não se apresentaram direito (mal educadinhos), mas somos estudantes de Letras Português-Italiano. Do nosso grupo, eu acho (mentira, tenho certeza e já to quase procurando tratamento porque tá virando doença) que sou a mais obcecada pela Itália. Eu tô sempre procurando livros, filmes, músicas, etc em italiano..

- MAS DEBORA, O BLOG NÃO É SOBRE ISSO!

É, tá certo.
“O libertário poeta bósnio Gojko, a metódica italiana Gemma e seu grande amor, o fotógrafo Diego, encontram-se pela primeira vez na antiga Iugoslávia na metade da década de 1980. Parecia impossível, a poucos anos da onda de mudanças que poria um ponto final aos regimes comunistas do Leste europeu, enxergar a ciranda de violência e convulsão política que ocuparia Sarajevo entre 1992 e 1995. Mas foi exatamente isso o que aconteceu. No plano pessoal, Gemma e Diego travam sua própria batalha.(...) Mas o passado insiste em reaparecer neste romance surpreendente em que os amores, a intimidade e os acontecimentos mundiais são observados com lirismo e expostos com notável energia narrativa” (Companhia das Letras)
Então, li “A Rosa de Sarajevo” em língua original (italiano, wow que surpresa) no comecinho do ano e recentemente descobri que tinha sido FINALMENTE (fogos) traduzido para o português pela editora Companhia das Letras. O livro começa com o retorno da protagonista Gemma a Sarajevo depois 16 anos a convite de um amigo fotógrafo (Gojko ). A história gira basicamente em torno do romance de Gemma e Diego - italianos que se conheceram na Bósnia -, dos primeiros anos de casamento dos dois e dos problemas, dúvidas e dramas criados pela maternidade. A maior parte da história se passa durante a guerra da Bósnia, mostrando também as condições e dificuldades enfrentadas pelo país nesse período.

Gente. Sério. SÉRIO. S-É-R-I-O. Recomendo demais. É um livro pesado, envolvente, fascinante, triste e angustiante ao mesmo tempo. É do tipo que depois de alguns capítulos você precisa fechar o livro, olhar pro teto e refletir porque NÃO DÁ, MUITOS SENTIMENTOS ROLANDO. O final é surpreendente e muito emocionante, foi difícil conter as lágrimas.  



Ah, no finalzinho do ano passado foi lançado também o filme homônimo ("Venuto Al Mondo") dirigido por Sergio Castelitto com ninguém menos do que AQUELA DIVA LINDA MARAVILHOSA Penélope Cruz no papel principal. Ainda não assisti, mas deixo aqui o trailer em inglês (ainda não tem em português, mimimi) pra vocês darem uma olhadinha:

muito amor :')


Outro livro da mesma autora já foi traduzido aqui no Brasil, o nome é "Não se mexa". Altamente recomendável também, mas isso é assunto pra outro post :)

Muitos beijos no coração, não esqueçam de curtir a nossa página lindoca no facebook e


até a próxima! (daqui a um ano) (não, hehe, brincadeirinha) (prometo voltar logo)

2 comentários :

  1. Suzana Oliveira7/02/2013

    Oi, que bom que você fez o post!
    Fiquei com curiosidade de ler esse livro!
    E acho lindo quem fala em italiano !
    Parabéns pelo blog !
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Pelo que vc falou o livro parece bom, e a sinopse é curiosa também, mas algo nao me chamou a atenção a ponto de querer =/

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos